sábado, 21 de abril de 2018

sobre justificar nosso erro com o erro dos outros

foto autoral

Aqui em São Paulo é muito comum deixarmos à esquerda livre no metrô, é uma questão até de educação.

Esses dias indo trabalhar me deparei com uma situação: uma mulher grávida que estava na esquerda alegando que estava na esquerda porque havia um senhor na frente dele que também estava na esquerda.

Tá, sei que ficou reduntante mas isso me inconformou. Nao com a mulher em si, mas com a situação.

Porque somos assim né? Seres humanos tão complicados, que nunca assumem seus erros e preferem sempre se justificar com o erro dos outros. 

Gostamos de colocar a culpa no mundo, na crise, no governo, em Deus, mas nunca olhamos pra dentro de nós mesmos. 

Uma nova semana está começando, e que Deus possa nos ajudar, nao a nos culpar, mas assumir a nossa responsabilidade e com a ajuda dEle tentar ser melhor. 

Uma ótima semana pra todas,

beijos

segunda-feira, 16 de abril de 2018

e o outono resolveu dar um oi


depois de muito tempo fora, finalmente o outono decidiu dar as caras por aqui. amo tanto o outono como a primavera, sao minhas estações preferidas, mas depois de tanto tempo com um calor tenso, confesso que minha gratidão por ver um dia cinza surpreendeu até eu mesma.

o final de semana pra mim foi perfeito, muita preguicinha, sofá, rolou até bolinho de cenoura com cobertura de chocolate, preguicinha, filminho, queijinho de pipoca, ah e já falei preguicinha?

mas com o outono sempre vem também um punhado de gratidão extra pra acompanhar. trabalho bem no centro da cidade, e o trajeto pra chegar em casa é bem longo, no caminho vejo muitas coisas que partem meu coração, principalmente por nao poder fazer muito para ajudar. quando chego em casa além de agradecer a Deus por ter chego, agradeço também pela comidinha quentinha que me espera, por uma casa quentinha, pela minha mantinha no sofá, pelo meu chuveiro com agua quentinha, pela minha "sauna" no banho, pelo meu travesseiro, pela minha cama... parece coisas bobas para nós, que as temos, mas que fazem muita falta para quem nao tem.

esse ano vou tentar separar algumas peças de roupas, e algumas mantinhas, pode ser pouco, mas se cada um de nós fizer sua parte, muitas pessoas serão ajudadas.

que o tempo esfrie, mas que nossos corações permaneçam quentinhos e sempre cheios de amor.

boa semana, beijos,

sábado, 14 de abril de 2018

Relembrando a infância com queijinho de pipoca


Olá meus amores, tudo bem?

Depois de muito pensar se encararia esse desafio de alimentar um blog, ou se continuaria apenas no instagram mesmo, cá estou, dizendo que aceito! rs. Sou da época dos "blogs raiz" então ficar sem ter um cantinho pra chamar de meu, é bem dolorido (sim, sou dramática).

Bom, mas hoje venho trazer aqui pro blog uma "receita" deliciosa.

Quem nao se lembra do tio da pipoca na pracinha, que sempre colocava queijinhos deliciosos em nossas pipocas salgadas? (alias, esse era o único motivo que nos faziam escolhe-las.), pois bem, hoje parece que não é mais comum, e que o amendoim e bacon tomaram o lugar dos nossos deliciosos queijinhos com gostinho de infancia.

Depois de tantas tentativas para descobrir que bendito queijo era esse (leia-se queimar e derreter muitas vezes a mussarela.), finalmente descobri, e vim trazer a dica pra vocês.

Na verdade o queijo nada mais é que o provolone, isso mesmo, pra deixar ele fritinho você pode fazer de duas formas: apenas fritar em oleo bem quente, que vai ficar bem crocante, ou empaná-lo na farinha e só então fritar.

Das duas formas ficam deliciosos, eu prefiro a segunda ;). Quando fizer, vem cá me contar por favor?

Um super beijo,

Tety
 
Designed by Beautifully Chaotic